Cannabis.com.pt
Novo Fórum em:

forum.cannabis.com.pt

Boletim ENCOD sobre politicas de droga na Uniao Europeia

Ir em baixo

Boletim ENCOD sobre politicas de droga na Uniao Europeia

Mensagem por WhitBud em Ter Jul 14, 2009 7:24 am

NR. 53 julho de 2009

CONSTRUIR UM MOVIMENTO
Será que alguma forma de realismo está finalmente a entrar no debate oficial sobre a politica de drogas? No mês passado, observamos as declarações liberais feitas pelas autoridades federais e estaduais nos E.U. no que diz respeito à redução dos danos e à utilização da marijuana medicinal mente. No Relatório Mundial sobre Drogas, que foi publicado em 24 de junho, até o Gabinete das Nações Unidas sobre Drogas e Crime reconhece agora abertamente que, em Portugal, a descriminalização da posse de drogas para uso pessoal possa aparentemente ter diminuído o número de problemas com drogas. "

Mas não devemos deixar-nos facilmente confundir por tais declarações. Pode muito bem ser parte de uma simples estratégia de sobrevivência por funcionários que querem manter os seus empregos, caso ocorra uma inesperada mudança de regime. Já vimos o mesmo tipo de conversa dupla entre os representantes da Comissão Europeia, tantas vezes.

Em Março de 2009, a Comissão publicou um relatório</a> concluindo que na última década, a política de drogas do mundo têm sido completamente inútil. Três meses mais tarde, lançou uma Acção Europeia sobre a Droga" é desenhada na mesma linha manipuladora e falsa, típica da forma oficial de ver a política de drogas.

É improvável que os políticos e funcionários nunca sejam capazes de resolver o dilema da proibição das drogas, uma vez que estão demasiado envolvidos nas estruturas de poder que dele dependem como uma ferramenta para a sobrevivência. Pelo menos no mundo ocidental, a elite política e tudo o que depende dessa elite, da esquerda para a direita, estão interessados em manter a actual classificação da sociedade, ou no máximo alternando superfícialmente, dando uma ilusão de progresso.

Questionar as leis da droga representa uma ameaça para os interesses da justiça por trás do aparelho. Graças a essas leis, polícia, advogados, juízes e pessoal prisional são garantia de uma quantidade garantida de clientes. Haverá sempre bastante jovens, desiludidos e / ou marginalizados disposta a desempenhar um papel intermediário entre os consumidores e produtores. Da mesma forma, os países desenvolvidos sempre serão capazes de justificar a sua presença militar nos países produtores, com a sua presença e obter qualquer objectivo que possa ocorrer na sua agenda, declarados ou não.



Por isso são necessárias acções dos cidadãos. Enquanto a discussão continua em torres de marfim das instituições, não temos nada a ganhar. Temos de construir um movimento para repetir uma mensagem simples e clara para o público: a proibição das drogas não tem nada a ver com a saúde ou a segurança pública, é uma das mais perversas invenções da história humana. A questão não é saber se se deve terminar a questão é saber como e quando.

A Assembleia Geral da Encod que teve lugar em Barcelona de 19 de Junho a 21, tentou encontrar, pelo menos, o início de uma resposta para estas perguntas. Estamos decididos a reforçar a nossa presença, tanto na Internet e em espaços públicos, aproximando os povos, organizando campanhas públicas, cartas, folhetos e publicações que têm no básico mensagens sobre política de drogas.

Também planeamos informar os deputados nacionais e europeus sobre os objectivos mais importantes da reforma política de drogas que poderiam ser benéficas para a sociedade como um todo. Estes objectivos foram descritas no relatório de Catania, em Dezembro de 2004 e as mais importantes constatações do relatório de avaliação</a> de Março 2009 (Relatório Reuter). É obrigá-los a procurar uma modificação do actual Plano de Acção da União Europeia sobre a droga, uma vez que este plano ignora as recomendações acima mencionadas.

No próximo ano, durante a reunião anual da Comissão de Estupefacientes, em Viena, Encod pretende novamente desempenhar um papel proeminente na chamada para a liberdade de cultivar qualquer planta que existe na natureza e que tem utilizações benéficas. Uma delas, a folha da coca, continua a ser o símbolo da natureza global do presente recurso, bem como o facto de que a lógica subjacente a proibição sobre o racismo tenha sido induzida pelo medo dos brancos de classe média a perder o seu controle sobre sociedade ocidental. Entretanto, a implementação do acordo para comercializar os produtos derivados da coca continuará através de uma agência independente.


Além disso, Encod planeja melhorar a coordenação entre os vários grupos na Europa que organizam as Marchas Million de Marijuana (de 1 a 8 de Maio) e combiná-lo com a promoção dos Clubes Sociais de Canábis, a única alternativa que pode substituir o mercado de cannabis ilegal na actual situação, naqueles países onde a posse de cannabis para o uso pessoal está despenalizada. É o caso de quase todos os países europeus.

Tudo isso só pode fazer-se com a participação ativa da maior quantidade possível de sócios de Encod. Para facilitar esta participação aprovou-se uma nova estrutura que deverá a duplicação de funções e competências.

Sob o comando de um novo Cometê Executivo que consistirá de Marisa Felicíssimo, Jorge Roque, Antonio Escobar e Fredrick Polak, se estabelecerão vários grupos de trabalho que se concentrarão sobre as áreas de operação mais importantes de Encod: Ação, Informação (com a sub-área Internet), Lobby e Organização. Para cada grupo de trabalho, se criará uma lista de correio para facilitar a comunicação entre os sócios que acordem participar nesses grupos.


Os próximos meses de verão serão utilizados para preparar esta nova estrutura, que tomara possa começar desde Setembro. Através dos grupos de trabalho (que reúnem as pessoas por área de interesse) e as representações (que reúnem as pessoas por idioma ou país) deveria ser mais fácil facilitar o fluxo de informação entre a coordenação de Encod e os sócios. Tomara que isso também contribua para uma envolvimento maior e mais activo para todos aqueles que querem terminar de vez com a proibição de drogas.</p>

Por: Joep Oomen (com a ajuda de Peter Webster)
ENCOD
avatar
WhitBud

Mensagens : 190
Data de inscrição : 06/07/2009

Sistema de Cultivo
Tipo de Cultivo:
Iluminação:
Substrato:

http://www.cannabis.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum